×

INTERVENÇÃO PARA DOR LOMBAR CRÔNICA UTILIZANDO TRATAMENTO EM SUBGRUPOS

Jonatas de Oliveira Bortolo1, Rafael Iotti Blasi1, Fernanda Lega Braghiroli1, Bruno Rafael Orsini Rossi1, Bruno Cimatti 2

  • Departamento de Fisioterapia da Universidade Paulista -UNIP, São José do Rio Pardo – São Paulo, Brasil.
  • Departamento de Fisioterapia da Universidade de Ribeirão Preto – UNAERP, Ribeirão Preto – São Paulo, Brasil.

 

Autor para correspondência:

Jonatas de Oliveira Bortolo

Rua Domingos Riolli n° 07, bairro Natal Merli. São José do Rio Pardo/SP.Brasil.13720-000

[email protected]

Edição:

RESUMO

A dor lombar crônica vem sendo considerada uma epidemia no mundo devido a sua alta prevalência como dor musculoesquelética. Uma nova abordagem no sistema de classificação baseado em subgrupos propôs condutas terapêuticas específicas para cada subgrupo, facilitando a atuação de fisioterapeutas e permitindo uma reabilitação mais segura e efetiva. O objetivo deste estudo foi estratificar em subgrupos indivíduos com dor lombar crônica que iniciaram tratamento na clínica escola de fisioterapia da Universidade Paulista em São José do Rio Pardo/SP e verificar sua eficácia. Participaram da pesquisa 22 indivíduos com DLC que deram início ao tratamento de fisioterapia. Os participantes realizaram 10 sessões de tratamento baseado na classificação em subgrupos com duração de tempo variável entre os diferentes subgrupos. Pode-se evidenciar diferença estatisticamente significante para todas as variáveis dos questionários avaliados, obtendo uma diferença de 7,4 pontos nos scores do questionário de Oswestry, 3,6 pontos em Roland Morris, 7,5 pontos na sessão de trabalho de FABQ, 3,8 pontos na parte de atividade física e 2,1 pontos na escala visual analógica de dor. O tratamento por estratificação de grupos proporcionou a melhora estatisticamente significante dos pacientes com dor lombar crônica que receberem a intervenção.

Descritores: Dor Lombar; Fisioterapia; Questionário.

 

ABSTRACT

Chronic low back pain has been considered an epidemic in the world due to its high prevalence as musculoskeletal pain. A new approach to the classification system based on subgroups proposed specific therapeutic approaches for each subgroup, facilitating the performance of physical therapists and allowing for safer and more effective rehabilitation. The aim of this study was to stratify into subgroups individuals with chronic low back pain who started treatment at the physical therapy school clinic of the Universidade Pauslista in São José do Rio Pardo / SP into subgroups and to verify its effectiveness. Twenty-two individuals with chronic low back pain who started physical therapy treatment participated in this research. Participants had 10 treatment sessions based on classification into subgroups of varying time duration between the different subgroups. Statistically significant differences can be evidenced for all variables of the questionnaires evaluated, obtaining a difference of 7.4 points in the Oswestry questionnaire scores, 3.6 points in Roland Morris, 7.5 points in the FABQ working session, 3.8 points for physical activity and 2.1 points for visual analogue pain scale. Treatment by group stratification provided a statistically significant improvement in patients with chronic low back pain who received the intervention.

Key Words: Low Back Pain; Physiotherapy; Questionnaire.