×

MEDITAÇÃO COMO FERRAMENTA DE INTERVENÇÃO NA QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTES COM DOENÇA DE PARKINSON

Mikaelly Monteiro Moreira, Débora Moreira de Sousa(1), Lícia Maria Belchior Almeida(2), Luciana Dias Belchior(3)

  • Graduadas em Fisioterapia pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR), Fortaleza, Ceará, Brasil.
  • Graduanda em Medicina pela Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza, Ceará, Brasil.
  • Doutora em Farmacologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Fortaleza, Ceará, Brasil.

 

Autor correspondente:

Lícia Maria Belchior Almeida

  1. Alexandre Baraúna, 949 – Rodolfo Teófilo, 60430-160, Fortaleza-CE

Faculdade de Medicina – Universidade Federal do Ceará

E-mail: [email protected]

Edição: ,

MEDITAÇÃO COMO FERRAMENTA DE INTERVENÇÃO NA QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTES COM DOENÇA DE PARKINSON

RESUMO

A Doença de Parkinson é uma afecção crônica, degenerativa e progressiva do sistema nervoso central, que decorre da morte dos neurônios produtores de dopamina da substância negra. Dentre as práticas alternativas e complementares em saúde que podem favorecer uma melhoria na qualidade de vida desses indivíduos, destaca-se a meditação, uma ação consciente e unidirecional da mente a um ponto focal, sendo este: mantra, imagem e respiração. O presente estudo objetiva analisar a meditação como ferramenta de intervenção na qualidade de vida de pacientes com Doença de Parkinson. Trata-se de pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa, realizada no Núcleo de Atenção Médica Integrada, da Universidade de Fortaleza, de maio a junho de 2016. Participaram da pesquisa 4 idosos de ambos os gêneros, com, no mínimo 60 anos, com diagnóstico clínico de Doença de Parkinson. As informações foram colhidas mediante entrevista semiestruturada, gravada e transcrita na íntegra, em uma sala reservada. Após transcrição, leitura e releitura das entrevistas, destacaram-se as seguintes categorias de análise: bem estar após prática meditativa, autocontrole, e relação interfamiliar e social. Evidenciou-se, por meio das falas, que os pacientes, após a realização da meditação, perceberam maior relaxamento, melhoria na qualidade do sono, maior concentração e diminuição na ansiedade. Observou-se significativa melhora da qualidade de vida dos pacientes, principalmente no que tange ao autocontrole e aos relacionamentos social e familiar dos idosos. Portanto, a aplicação da meditação como terapia integrativa em conjunto com tratamento medicamentoso mostrou-se eficaz.

Palavras-chave: Qualidade de Vida; Meditação; Doença de Parkinson.

 

ABSTRACT

Parkinson Disease is a chronic, degenerative and progressive disorder of the central nervous system, which results from the death of dopamine-producing neurons of the substantia nigra. Among the alternative and complementary health practices that can favor an improvement in the quality of life of these individuals, meditation stands out, a conscious and unidirectional action of the mind to a focal point, which is: mantra, image and breathing. This study aims to analyze meditation as an intervention tool in the quality of life of patients with Parkinson’s disease. This is a descriptive research, with a qualitative approach, carried out at the Núcleo de Atenção Médica Integrada, at the Universidade de Fortaleza, from May to June 2016. Four elderly of both genders, with at least 60 years old, with a clinical diagnosis of Parkinson Disease participated in the research. The information was collected through semi-structured interviews, recorded and transcribed in full, in a private room. After transcribing, reading and re-reading the interviews, the following categories of analysis stood out: well-being after meditative practice, self-control, and inter-family and social relationship. It was evident, through the speeches, that the patients, after performing the meditation, noticed greater relaxation, improvement in the quality of sleep, greater concentration and decrease in anxiety. There was a significant improvement in the quality of life of patients, especially with regard to self-control and social and family relationships of the elderly. Therefore, the application of meditation as an integrative therapy in conjunction with drug treatment proved to be effective.
Keywords: Quality of Life; Meditation; Parkinson Disease.