×

TREINAMENTO DO ASSOALHO PÉLVICO EM CASA NO TRATAMENTO DA INCONTINÊNCIA URINÁRIA EM MULHERES PÓS MENOPAUSA

Karina Delgado Maida Uchiyama1, Rafael Iotti Blasi2, Marina de Paulo Pereira de Lacerda2,Thais Ferreira Pinto2.

1 – Departamento de Fisioterapia da Universidade Paulista – UNIP, campus São José do Rio Pardo, São Paulo. Brasil.

2 – Fisioterapeuta graduado pela Universidade Paulista – UNIP;

Autor correspondente:

Karina Delgado Maida Uchiyama. Rua Santa Terezinha n° 160 – Centro. São José do Rio Pardo/SP. 13720-000. [email protected]

 

Edição:

RESUMO

Incontinência urinária é a perda involuntária da urina que causa desconforto social, higiênico e causa problemas psicológicos e sociais. Os músculos do assoalho pélvico participam de forma importante em sua manutenção. A menopausa e distúrbios hormonais podem contribuir com a fraqueza destes músculos.O objetivo deste estudo foi averiguar a eficácia de exercícios de fortalecimento do assoalho pélvico realizados em casa com apoio de uma cartilha explicativa em mulheres na pós-menopausa com diagnóstico de incontinência urinária. Foram recrutadas 18 mulheres na pós-menopausa, com idade superior a 60 anos e com diagnóstico de IU. Estas mulheres responderam o “International Consultation on Incontinence Questionnaire – ShortForm” para avaliação do impacto psicossocial e foi realizada uma avaliação física para determinar a força dos MAP (palpação bidigital). Após a avaliação todas as mulheres receberam uma cartilha, desenvolvida pelo nosso grupo, contendo exercícios para fortalecimento dos músculos do assoalho pélvico para realizar em casa por 8 semanas. Após 4 semanas do uso da cartilha, as voluntárias foram reavaliadas tanto pelo questionário, quanto pela avaliação física de força. Houve melhora significativa da força dos músculos do assoalho pélvico (avaliação, 2,27± 0,75; reavaliação, 3,55 ± 0,51) e nos scores do questionário (avaliação, 12,5 ± 3,8; reavaliação, 8,3 ± 3,8). O presente estudo demonstrou que a cartilha desenvolvida foi eficaz no aumento da força dos músculos do assoalho pélvico, o que consequentemente melhorou a sintomatologia da IU nestas mulheres pós-menopausa, contribuindo de forma simples para a melhoria da qualidade de vida desta população.

Palavras-chave: Incontinência Urinária. Exercício. Assoalho pélvico. Menopausa.

ABSTRACT

Urinary incontinence is the involuntary loss of urine that causes social and hygienic discomfort and causes psychological and social problems. The pelvic floor muscles play an important role in its maintenance. Menopause and hormonal disturbances can contribute to the weakness of these muscles. The aim of this study was to investigate the effectiveness of pelvic floor strengthening exercises performed at home with the support of an explanatory booklet in postmenopausal women diagnosed with urinary incontinence. Eighteen postmenopausal women, aged over 60 years and diagnosed with UI, were recruited. These women answered the “International Consultation on Incontinence Questionnaire – ShortForm” to assess the psychosocial impact and a physical assessment was performed to determine the strength of the PFM (bidigital palpation). After the evaluation, all women received a booklet, developed by our group, containing exercises to strengthen the pelvic floor muscles to be performed at home for 8 weeks. After 4 weeks of using the booklet, the volunteers were reassessed both by the questionnaire and by the physical strength assessment. There was a significant improvement in the strength of the pelvic floor muscles (assessment, 2.27 ± 0.75; reassessment, 3.55 ± 0.51) and in the questionnaire scores (assessment, 12.5 ± 3.8; reassessment, 8 .3 ± 3.8). The present study demonstrated that the developed guide was effective in increasing the strength of the pelvic floor muscles, which consequently improved the symptoms of UI in these postmenopausal women, contributing in a simple way to improving the quality of life of this population.

Key Words: Urinary Incontinence. Exercise. Pelvic Floor. Menopause.