×

Adesão à Fisioterapia Respiratória em Pacientes Pediátricos com Fibrose Cística: revisão da literatura.

Laura Freitas Alves1, Raquel Ramos2, Anelise de Saldanha Simon3

1- Fisioterapeuta, graduada pelo Centro Universitário Fadergs.

2- Fisioterapeuta, graduada pelo Centro Universitário Fadergs

3-Docente do curso de fisioterapia na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Fisioterapeuta graduada pelo Centro Universitário Metodista IPA, mestre em ciências da reabilitação (pela UFCSPA).

Autor correspondente:

Laura Freitas Alves
Fone: (51)996895797
e-mail: [email protected]

Edição:

Adesão à Fisioterapia Respiratória em Pacientes Pediátricos com Fibrose Cística: revisão da literatura.

RESUMO

A Fibrose cística (FC) é uma doença genética autossômica recessiva, caracterizada pela disfunção de uma proteína denominada cystic fibrosis transmembrene conductance regulator (CFRT), afetando múltiplos sistemas e deixando mais espessa as secreções de vias aéreas. A fisioterapia respiratória tem como papel principal promover a remoção das secreções acumuladas nos pulmões devido às disfunções que a fibrose cística acarreta, sendo um dos recursos terapêuticos indispensáveis para a manutenção, prevenção e promoção da saúde do paciente. A baixa adesão ao tratamento é uma das principais causas de piora do quadro clínico se tornando uma dificuldade para os fisioterapeutas. O objetivo desta pesquisa é analisar a importância, e os benefícios para o paciente pediátrico com fibrose cística em aderir à fisioterapia respiratória. Realizou-se uma revisão bibliográfica integrativa, a qual identificou 817 publicações sobre o tema, foram excluídos artigos que o público estudado ou método não correspondia ao proposto na pesquisa; após o refinamento da busca, foram incluídos 21 artigos originais. A fisioterapia respiratória entra como um dos métodos tradicionais de tratamento, auxiliando na remoção das secreções com técnicas de higiene brônquica. Na população estudada, relaciona-se a baixa adesão à terapia devido à dependência dos responsáveis e a falta de conhecimento das futuras implicações da doença. Cabe ao profissional que atua nesta área explicar e esclarecer aos pais e pacientes que a fisioterapia respiratória é igualmente importante a terapia medicamentosa e que ambas atuam juntas no tratamento da fibrose cística. Conclui-se que a baixa adesão está diretamente relacionada a falta de informação sobre a doença e que pais e profissionais têm que promover diariamente a educação deste paciente em relação a sua patologia.

Descritores: Adesão; Fibrose cística; Fisioterapia respiratória;

SUMMARY

Cystic fibrosis (CF) is an autosomal recessive genetic disease characterized by the dysfunction of a protein called cystic fibrosis transmembrane conductance regulator (CFRT), affecting multiple systems and thickening airway secretions. Respiratory physiotherapy has as main role to promote the removal of accumulated secretions in the lungs due to the dysfunctions that cystic fibrosis entails, being one of the therapeutic resources indispensable for the maintenance, prevention and promotion of the patient’s health. Low adherence to treatment is one of the main causes of worsening of the clinical situation becoming a difficulty for physiotherapists. The aim of this research is to analyze the importance and benefits for the pediatric patient with cystic fibrosis in joining respiratory physiotherapy. An integrative bibliographical review was carried out, which identified 817 publications of the subject, articles were excluded that the public studied or method did not correspond to the one proposed in the research; after the refinement of the search, 21 original articles were included. Respiratory physiotherapy enters as one of the traditional methods of treatment, aiding in the removal of secretions with bronchial hygiene techniques. In the studied population, the low adherence to the therapy is related to the dependency of those responsible and the lack of knowledge of the future implications of the disease. It is up to the professional who works in this area to explain and clarify to parents and patients that respiratory therapy is equally important for drug therapy and that both act together in the treatment of cystic fibrosis. It is concluded that low adherence is directly related to the lack of information about the disease and that parents and professionals have to promote daily the education of this patient in relation to their pathology.

Keywords:  adherence, cystic fibrosis, physiotherapy respiratory