×

EFEITOS DE UM PROGRAMA DE EXERCÍCIOS FUNCIONAIS PARA IDOSAS

Edição:

EFEITOS DE UM PROGRAMA DE EXERCÍCIOS FUNCIONAIS PARA IDOSAS

RESUMO

A expectativa de vida das pessoas encontra-se em expansão e a ausência de exercitação regular é condição que predispõem o indivíduo a maior risco de doenças. Logo, a prática regular de exercícios funcionais é um dos meios para promover melhoria na capacidade funcional de idosos. Neste sentido, o objetivo deste estudo foi analisar os efeitos de um programa de exercícios físicos na força de membros inferiores, agilidade e equilíbrio dinâmico de idosas. Participaram desta pesquisa 24 mulheres, com faixa etária de 73,42±6,43 anos de idade, fisicamente independentes, participantes de um programa de exercícios funcionais com o objetivo de observar sua influência sobre a capacidade funcional das mesmas, envolvendo atividades neuromusculares, resistência aeróbia, flexibilidade e neuromotores usando o circuito funcional apenas com o peso corporal (calistenia), com duração de 50 minutos cada sessão, frequência semanal de duas vezes por semana, por um período de cinco meses. Foram aplicados os seguintes testes funcionais no início e após a intervenção: a) teste de sentar e levantar em 30 segundos; b) teste de levantar e caminhar. Para comparações entre os períodos pré e pós teste foi aplicado o Teste T de Student. O nível de significância foi estabelecido em p<0,001 para avaliar o teste de sentar e levantar em 30 segundos, e p<0,01 para avaliar o teste de levantar e caminhar. Após um programa de exercícios funcionais para idosas, houve um aumento significativo no número de repetições do teste de sentar e levantar em 30 segundos (pré: 11,21±2,36 repetições; pós: 12,67±2,71 repetições) e um aumento significativo no tempo de realização no teste de levantar e caminhar (pré: 7,55±1,66 repetições; pós: 8,03±1,96 repetições). Conclui-se que um programa de exercícios funcionais envolvendo atividades neuromusculares, resistência aeróbia, flexibilidade e neuromotores promove melhora significativa na força dinâmica dos membros inferiores.

Palavras-chave: Idoso, Aptidão Física, Exercício, Treinamento de Resistência.

 

ABSTRACT

People’s life expectancy is expanding and the absence of regular exercise is a condition that predisposes the individual to greater risk of diseases. Therefore, the regular practice of functional exercises is one of the means to promote improvement in the functional capacity of the elderly. In this sense, the objective of this study was to analyze the effects of a functional exercise program on lower limb strength, agility and dynamic balance of elderly women. Twenty-four women, aged 73.42 ± 6.43 years, physically independent, participated in this research in order to observe their influence on their functional capacity, involving neuromuscular activities, resistance aerobics, flexibility and neuromotors using the body weight training functional circuit, lasting 50 minutes each session, weekly frequency twice a week for a period of five months. The following functional tests were applied at the beginning and after the intervention: a) sit and stand test in 30 seconds; b) stand-up test. For comparisons between the pre and post test periods, the Student’s t test was applied. The significance level was set at p<0.001 to sit and stand test in 30 seconds, and p<0.01 to assess the stand-up test. After a program of functional exercise for the elderly, there was a significant increase in the number of repetitions of sit and stand test in 30 seconds (pre: 11.21 ± 2.36 repetitions; post: 12.67 ± 2.71 repetitions) and a significant increase in the time stand-up test (pre: 7.55 ± 1.66 repetitions; post: 8.03 ± 1.96 repetitions). It is concluded that a program of functional exercises involving neuromuscular activities, aerobic resistance, flexibility and neuromotors promotes significant improvement in the dynamic strength of the lower limbs.

Keywords: Aged, Physical Fitness, Exercise, Resistance Training.

 

Sobre o Autor:

Juliana Cavalcanti Rocha1, Fernando Rodrigues1, Paulo Costa Amaral2

 

  1. Universidade Anhembi Morumbi, São Paulo, São Paulo, Brasil.
  2. Faculdade Inspirar, São Paulo, São Paulo, Brasil.

 

Autor para correspondência:

Paulo Costa Amaral

Rua General Porfírio da Paz, 1.350, Bloco J, Apto. 14 – Vila Bancária

São Paulo – SP, 03918-000

[email protected]