×

EFICÁCIA DE UM PROGRAMA DE EXERCÍCIOS DOMICILIARES NO ALÍVIO DA DOR LOMBAR E NA MELHORA DA CAPACIDADE FUNCIONAL EM GESTANTES

Edição: ,

EFICÁCIA DE UM PROGRAMA DE EXERCÍCIOS DOMICILIARES NO ALÍVIO DA DOR LOMBAR E NA MELHORA DA CAPACIDADE FUNCIONAL EM GESTANTES

Resumo

Mulheres em período gestacional podem apresentar dor lombar e há evidências de que a prática de exercícios pode aliviar esse sintoma. Este estudo investigou, através dos questionários Roland Morris, Escala Visual Analógica (EVA) e McGill, se a prática de exercícios domiciliares em 14 gestantes era capaz de proporcionar o alívio da dor lombar e melhorar a capacidade funcional. Foi entregue as gestantes uma cartilha de exercícios, as mesmas foram orientadas a realizá-los no ambiente domiciliar pelo menos duas vezes por semana durante o período de acompanhamento. Os dados foram tabulados e analisados estatisticamente utilizando os softwares Excel e Instat. Foi utilizado o teste T pareado para comparar os dados paramétricos adotando-se o índice de significância de 95% (p<0,05). Os resultados do questionário Rolland Morris, mostraram que houve uma diminuição significativa na pontuação (p=0,05) comparando-se a primeira avaliação (8,57±5,43) e segunda avaliação (5,23±5.54), indicando uma melhora funcional. Na avaliação da EVA observou-se uma diminuição na média de 3,71 (±2,87) na primeira avaliação para 2,43 (±2,87) pontos na segunda avaliação, porém não foi significante. Quanto ao McGill, no aspecto sensitivo houve uma diferença significativa após a intervenção (p<0,05), bem como no total, quando analisados todos os descritores (p<0,05). Dessa forma, a prática de exercícios domiciliares demostrou ser um método eficaz para aliviar os sintomas da lombalgia ocasionada pela gestação e melhorar a capacidade funcional neste período.

 

Palavras-chave: Saúde pública, gestantes, fisioterapia.

 

Abstract

Women in the gestational period may have low back pain and there is evidence that the exercise alleviate this symptom. This study investigated, through the Roland Morris, Visual Analogue Scale (VAS) and McGill questionnaires, if the practice of home exercises in 14 pregnant women was would be able to provide relief of low back pain and improve functional capacity. It was given to pregnant women a exercise booklet. They went oriented to perform them in the home environment at least twice a week during the follow-up period. Data were tabulated and statistically analyzed using Excel and Instat software. The paired T-test was used to compare the parametric data, adopting the 95% significance level (p <0.05). The results of the Rolland Morris questionnaire showed that there was a significant decrease in the score (p = 0.05), comparing the first evaluation (8.57 ± 5.43) and second evaluation (5.23 ± 5.54), indicating a functional improvement. In the evaluation of VAS, a mean decrease of 3.71 (± 2.87) was observed in the first evaluation to 2.43 (± 2.87) points in the second evaluation, but it was not significant. Regarding the McGill, in the sensitive aspect was a significant difference after an intervention (p <0.05), as well as total, when all descriptors were analyzed (p <0.05). In this way, the practice of home exercises demonstrates be an effective method to relieve the symptoms of low back pain and improving functional capacity in the period.

 

Key words: Public health, pregnant women, physiotherapy.

Sobre o Autor:

Juliana Lima Valério1, Elaine do Rocio Camargo Martins2,  João Paulo Freitas3

  1. Fisioterapeuta, Pós-graduada em Fisioterapia em Ortopedia, Traumatologia e Desportiva. Fisioterapeuta na Prefeitura Municipal de Nova Laranjeiras, Paraná, Brasil.
  2. Fisioterapeuta, Pós-graduada em Fisioterapia em Ortopedia, Traumatologia e Desportiva. Fisioterapeuta na Prefeitura Municipal de Porto Barreiro, Paraná, Brasil.
  3. Fisioterapeuta, Mestre em Engenharia Biomédica. Docente da Faculdade Inspirar, Guarapuava, Paraná, Brasil.

Autor correspondente:

Juliana Lima Valério

Rua Tiradentes, nº 2379, apartamento 102 – Bairro Centro

85301-080, Laranjeiras do Sul – Paraná

[email protected]