×

Impacto do Treinamento Muscular Inspiratório em Pacientes Pós-Mastectomizada: Estudo de Caso

Edição: ,

Impacto do Treinamento Muscular Inspiratório em Pacientes Pós-Mastectomizada: Estudo de Caso

Inspiratory Muscular Training Impact over Post-Mastectomized Patient: Case Study

Caroline Martini de Lima¹, Aline Géssica Brand1, Alisson Guimbala dos Santos Araujo2, Helton Echermann da Silva3

RESUMO

O objetivo do estudo foi verifi car os efeitos de um treinamento de força muscular respiratória sobre o pico de pressão respiratória nas vias aéreas e sua repercussão sobre a dispnéia, qualidade de vida e tolerância ao esforço. Para atingir este objetivo, foi estudado o caso de uma paciente mastectomizada com disfunção diafragmática e com sintomas respiratórios após biópsia torácica infraclavicular, tratamento quimioterápico e radioterápico.
Foram realizadas avaliações das pressõesrespiratórias máximas, pico de fl uxo respiratório e aplicado o
questionário de avaliação da dispnéia (CRQ – Chronic Respiratory Questionnaire) antes e após o tratamento de treinamento muscular respiratório diário, com carga linear a 50% da pressão inspiratória máxima. Os resultados não mostraram variação signifi cante entre os valores pré e pós-tratamento nos testes musculares respiratórios, mas foi observada melhora relevante para a avaliação da sensação de dispnéia e da capacidade de concentração e atenção, avaliados pelo CRQ. Conclui-se que o programa de treinamento muscular respiratório, como proposto,
colaborou para uma melhora em indicadores de qualidade de vida, mais do que sobre indicadores de função muscular respiratória.

Palavras-chave: Fenômenos Fisiológicos Respiratórios, Exercícios Respiratórios, Dispnéia.

ABSTRACT

This study aimed to verify effects of a respiratory muscular training over on ways respiratory pressure peak and its repercussion over dispnea, quality of life and effort tolerance.
To reach this aim we studied a case of one mastectomized patient who presents diaphragmatic disfunction and respiratory simptoms post infraclavicular thoracic biopsy, radioterapy and chemotherapy treatment. We realized assessment of maximal respiratory pressures, respiratory peak fl ow and we applied the Chronic Respiratory Questionnaire (CRQ) for dispnea assessment before and after diary respiratory muscular training with linear load 50% of maximal inpiratory pressure. Our results showed no signifi cant change between pre and post treatment values for muscular respiratory tests, but we observed relevant improvement for dispnea perception assessment, attemption and focus hability, both of them evaluated by CRQ. We conclude that respiratory muscular training, as we proposed, had contributed to improvement of quality of life indicators, more than over respiratory muscular function indicators.

Respiratory Physiological Phenomena, Breathing Exercises, Dyspnea.

Sobre o Autor

1 – Acadêmicas do 4º ano do curso de Fisioterapia da Faculdade Guilherme Guimbala (FGG) da Associação Catarinense de Ensino (ACE), Joinville/SC.
2 – Fisioterapeuta. Especialista em Fisioterapia Ortopédica e Traumatológica. Mestre em Ciências do Movimento Humano pela Universidade do Estado de Santa Catarina
(UDESC) – Centro de Ciências da Saúde e do Esporte. Supervisor do Ambulatório de Disfunções Músculo Esqueléticas do Curso de Fisioterapia da Faculdade Guilherme
Guimbala (FGG) da Associação Catarinense de Ensino (ACE), Joinville/SC.
3 – Fisioterapeuta, Especialista em Fisioterapia Cardiorrespiratória – Universidade do Tuiuti do Paraná. Mestrando em Saúde e Meio Ambiente pela Universidade da Região de
Joinville (UNIVILLE).

Recebido: 27/12/2009
Aceito: 25/01/2011
Autor para correspondência: Caroline Martini de Lima
E-mail:[email protected]