×

INFLUÊNCIA DA VIBRAÇÃO DE CORPO TODO NO EQUILÍBRIO ESTÁTICO E DINÂMICO DE INDIVÍDUOS COM DOENÇA DE PARKINSON

Carolina Favarin Soares1, Maira Peloggia Cursino1, Aline Prieto de Barros Silveira2, Otávio Estefani Silveira1, flávia roberta faganello navega¹

1Laboratório de Investigação das Desordens Neuromusculares (LIDEN), Departamento de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC), Universidade Estadual Paulista (UNESP), Marília, São Paulo, Brasil.

2Laboratório de Pesquisa em Movimento Humano (MOVI-LAB), Departamento de Educação Física, Faculdade de Ciências (FC), Universidade Estadual Paulista (UNESP), Bauru, São Paulo, Brasil.

Autor para correspondência:

Carolina Favarin Soares, (11) 96405-6080, Av. Hygino Muzzi Filho, 737 – Bairro Mirante – Marília/SP – CEP 17.525-900, [email protected]

Edição:

Resumo

A doença de Parkinson (DP) é uma doença degenerativa, idiopática e crônica que causa déficit de controle postural e equilíbrio. A vibração de corpo todo (VCT) vem sendo estudada com o intuito de auxiliar no tratamento das desordens causadas pela DP, uma vez que ela pode atuar no desempenho muscular de idosos.O objetivo foi verificar a influência aguda da VCT no equilíbrio estático e dinâmico de indivíduos com DP. Participaram do estudo 15 indivíduos com DP idiopática classificados nos estágios de I a III da escala de Hoehn & Yahr, divididos em: sete no grupo placebo (f= 1Hz) e oito do grupo vibração (f=30 Hz). Após a anamnese, os voluntários foram submetidos à avaliação do equilíbrio estático (platafoma de força) e dinâmico (Timed Up and Go). Foram aplicadas cinco séries de um minuto com a plataforma vibratória havendo um minuto de repouso entre cada série para evitar fadiga muscular e os equilíbrios foram reavaliados. Para a verificação da normalidade foi aplicado o teste de Shapiro-Wilk e para análise estatística foi aplicado o teste t de Student, considerado nível de significância p<0.05. As comparações do equilíbrio estático e dinâmico entre os momentos antes e após vibração do grupo placebo obtiveram diferença significativa nas variáveis velocidade média de oscilação (p=0,02) e deslocamento total (p=0,02), já o restante das comparações não apresentou diferença estatística. Conclui-se que o estudo não demonstrou melhora significativa do equilíbrio estático e dinâmico de indivíduos com DP após uma sessão de VCT.

Palavras-chaves: Doença de Parkinson; Equilíbrio postural; Vibração; Fenômenos Biomecânicos

Abstract

Parkinson’s disease (PD) is a chronic, idiopathic, degenerative disease that decline postural control and balance. Whole-body vibration (WBV) has been studied to assist in the treatment of disorders caused by PD, since it can affect the muscular performance of the elderly.The aim was to verify the acute influence of WBV on the static and dynamic balance of individuals with PD.
Fifteen individuals with idiopathic PD were divided into groups: seven in the placebo group (f = 1 Hz) and eight in the vibration group (f = 30 Hz). After anamnesis, the volunteers were submitted to the static (force plataform) and dynamic (Timed Up and Go) evaluation. Five series of one minute intervals were applied with the vibratory platform, with one minute of rest between each series and the equilibria were re-evaluated. For the verification of normality, the Shapiro-Wilk’s test was applied and the Student’s t test was used for statistical analysis, with a level of significance of p < 0.05. The balance comparisons between the moments before and after the vibration of the placebo group showed a significant difference in the variables’ mean velocity of oscillation (p = 0.02) and total displacement (p = 0.02), since the remaining comparisons did not present a statistical difference. It is concluded that the study did not demonstrate a significant improvement in the static and dynamic balance of individuals with PD after a VCT session.

Keywords: Parkinson Disease; Postural Balance; Vibration; Biomechanical Phenomena